Pastor assedia jovem dentro de ônibus e pede sexo oral

“Hoje eu passei pelo pior constrangimento que uma pessoa pode passar, eu não sei me expressar diante de tanta revolta em meio a tanta insegurança de sair e ser assediado em um transporte público”, disse Felipe Campinhos, homossexual assediado por um pastor dentro de um ônibus.


Ele saiu ontem, por volta das 14h, da sua residência no bairro novo buritizal, em Macapá, com direção a caixa econômica e ao centro da cidade para tentar a solução de alguns problemas pessoais. Dentro de um ônibus, um homem que aparentava ter uns 30/40 anos entrou no ônibus no bairro do trem com uma bíblia enorme e sentou na cadeira a frente e ficou olhando insistentemente para o jovem no banco de trás.

Após a pessoa que estava sentado ao seu lado descer em uma parada, o pastor levantou e sentou-se ao lado dele perguntando sobre sua orientação sexual e sobre a escolha de religião. “Com muita educação eu o respondi, e o mesmo após a resposta sobre minha orientação perguntou-me: “e o boquete, não rola?”.

“Sinceramente ali foi o ápice e a explosão de uma paciência que é pouca, e após a filmagem que eu fiz quando o retardado sentou ao meu lado, levantei indignado e filmei ele, o pseudo pastor com uma bíblia em baixo do braço cometendo um crime de assédio em meio a uma tarde dentro de um transporte público”, disse assustado Felipe Campinhos.


“Não é vindo fazer vitimismo no Facebook, mas só quem viu as filmagens que eu compartilhei nos meus grupos de WhatsApp e essa aqui pode ver o quão é horrível ser exposto a esse constrangimento em um transporte público, me senti um lixo e sei que isso aconteceu diariamente em todo o país, com mulheres, crianças, menores, LGBT, o respeito por parte dessas pessoas é algo impossível de acreditar que não existe, impossível que aconteceu, um homem louco chega ao meu lado pedindo que satisfaça o seu prazer sem ver que isso fere e machuca as pessoas”, desabafou.


“Eu espero que eu consiga dormir bem a partir de hoje, mas eu sei que isso não vai sair da minha memória tão cedo, estarei tomando as providências cabíveis e entrarei com um processo judicial anexado a um processo civil de investigação atrás desse desconhecido para que nunca mais vá fazer isso de má fé com as outras pessoas. E diante de tanto descaso ainda tive a reação de gravar isso e tornar algo público”, anunciou Felipe Campinhos.

Veja abaixo dois vídeos do momento do assédio e da expulsão do pastor no ônibus:

 

 

Fonte: Luis Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *