BACABAL: Avenida Mearim recebe asfalto novo

Av. Mearim: Asfalto Novo Foto: Clemente

Av. Mearim: Asfalto Novo
Foto: Clemente

Na manhã desta sexta-feira os moradores da Avenida Mearim uma das mais movimentadas de Bacabal, acordaram com o barulho das máquinas das empresas responsáveis pela recuperação asfáltica de Bacabal. A Avenida que nos finais de semana se transforma em um dos Pontos de Encontro da juventude, estava quase que intrafegável devido aos buracos. Mas quem passar pelo local a partir de agora vais se deparar com uma paisagem inovadora. Toda a extensão da avenida ribeirinha ganhou asfalto novo. Além de facilitar o tráfego de veículos, a ação do governo municipal valorizará as dezenas de residências ao longo da avenida.

Empresário garante que Anderson não matou Marcelo

Carlos Anderson Pereira Santos, de 23 anos, começou a ser ouvido pelos  delegados Rômulo Vasconcelos e Zilmar Santana que cuidam da investigação do assassinato do funcionário da delegacia de Codó, José Antonio Salazar, mais conhecido como Marcelo, ocorrido na manhã do dia 15 de setembro.

Empresário Rocha garante que Anderson é inocente

Ele, que foi preso em Caxias onde mora, nega qualquer participação.

A seu favor já estão aparecendo depoimentos como o do empresário Francisco Rocha que mostrou à imprensa na manhã de ontem (18)  notas promissórias que seriam de vendas à prazo de confecções  (popular Crediário, de porta em porta) feitas por Anderson, até no dia do crime, na cidade de São João do Sóter.

O empresário que esteve ontem com o delegados para prestar depoimento não tem a menor dúvida, Anderson é inocente.

 “Ele passou o dia todinho trabalhando, à noite ele teve comigo no qual ele não tinha R$ 1 no bolso muito menos transporte para se locomover de uma cidade à outra, mais de 100 kms (…) vendida no dia 11, no dia 14 e no dia 15, foi trabalhada pra vender pra pessoa pagar nessa data após 30 dias (…) prova tá aqui a assinatura de quem comprou e tá aqui a assinatura do vendedor (…) ele é inocente”, afirmou aos repórteres mostrando promissórias com a assinaturas de compradores onde  constava apenas o nome “ANDERSON’ escrito de próprio punho em letras maiúsculas.

POSIÇÃO DOS DELEGADOS

Zilmar e Rômulo continuam com Anderson como principal suspeito

Apesar de não terem gravado a respeito, os delegados disseram aos jornalistas que existem imagens de um posto de combustível que mostram Anderson e Marcelo juntos no período em que sua defesa alega que ele estava em São João do Sóter.

Marcelo e Anderson juntos

Com o depoimento do empresário e outros detalhes intrigantes como o fato de Anderson não possuir qualquer escoriação pelo corpo (estranho já que imagina-se que tenha havido intensa luta corporal dentro da casa de Marcelo), o crime começa a parecer muito mais complexo do que  no início, mas  os investigadores ainda  mantém a principal suspeita sobre o preso.

 “Ele é o principal suspeito do latrocínio que envolveu um funcionário nosso aqui da delegacia e todos os indícios e meios de prova levam a crer que ele, realmente, é o autor desse latrocínio, lógico que informalmente ele já foi ouvido, ele nega sua participação, mas ele entra em contradição em vários momentos de seus depoimento”, voltou a afirmar o delegado regional Rômulo Vasconcelos

Os delegados pediram à Justiça a decretação de uma prisão temporária para Anderson. Querem 30 dias para investiga-lo melhor e  concluir o inquérito

Provando do próprio veneno: Acusado de violentar 30 mulheres é estuprado por colegas de cela

Estuprador

O acusado de estuprar 30 mulheres em Teresina, o João da Cruz,  foi espancado e estuprado violentamente por cinco dos seis homens com quem divide a cela 18 do Pavilhão I, que, por ironia, é o mais seguro da Casa de Custódia, onde são colocados os presos ameaçados por outros detentos.

É a segunda vez que ele é espancado violentamente na Casa de Custódia desde que foi preso pelas policias Militar e Civil, acusado de promover uma sequência de estupros e roubos contra mulheres.

Durante a noite desta quarta-feira, 16, os policiais que fazem a guarda da Casa de Custódia começaram a ouvir os gritos “Eu sou o João da Cruz, o que estuprou as 30 mulheres, me acusam e estão querendo me matar, me espancando e me estuprando!”.

Depois de repetidos gritos os policiais foram na cela 18 do Pavilhão I e constataram que realmente João da Cruz estava sendo espancado e violentado por cinco dos seis homens com quem dividia a cela, que  tinha sete pessoas com João da Cruz.

Pela gravidade do ferimento e da violência sexual João da Cruz precisou ser levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e já voltou para a casa de custódia na manhã desta quinta-feira, 18.

Preso principal suspeito de assassinar funcionário da delegacia de Codó

Carlos Anderson Acusado

Carlos Anderson Acusado

A policia prendeu o principal suspeito de executar a facadas o funcionário da delegacia de Codó José Antonio Salazar conhecido como Marcelo na última segunda-feira.

Carlos Anderson Pereira Santos vulgo Gonguinho que reside em Caxias e que teria um relacionamento amoroso com a vitima foi apresentado hoje.

Ao ser entrevistado pelo repórter Sena Freitas, Anderson negou que tenha tido participação na execução de Marcelo. Disse que a ultima vez que esteve com a vitima foi sábado da semana passada. Anderson ainda apontou uma segunda pessoa como sendo segundo caso de Marcelo e que estaria prestando serviço ao Umbandista Bita do Barão.

Cresce o número de lideranças politicas e comunitárias do Maranhão que apoiam a reeleição de Alberto Filho

Faltando poucas semanas para as eleições os candidatos que pleiteiam se eleger pela primeira vez ou renovar seus mandatos, estão com a agenda de visitas aos municípios lotada.
São inúmeras reuniões, passeatas, carreatas, palestras e comícios onde todos têm a oportunidade de ouvir as reivindicações, esclarecer aos eleitores quais são suas propostas, e relatar o que fizeram para contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses.
O deputado federal Alberto Filho (PMDB), candidato a reeleição, tem sido um desses que já percorreu praticamente os 217 municípios do estado prestando contas do seu primeiro mandato e se comprometendo a passar mais quatro anos na Câmara Federal trabalhando em prol dos seus conterrâneos.
A luta até aqui não sido em vão e a cada dia que passa cresce o número de lideranças politicas e comunitárias que aderem a sua candidatura. Nos últimos dias, por exemplo, Alberto Filho esteve abraçando o povo de Codó ao lado do candidato a deputado estadual Cláudio Paz e da vereadora Maria da Paz.
Em Grajaú a receptividade calorosa da população foi a mesma. Naquele município ele, juntamente com o deputado estadual Rigo Teles, candidato a reeleição, contam com o apoio do grupo liderado pelo ex-prefeito Milton Gomes e a vereadora Elisabeth.
Em Arame, Alberto Filho tem o apoio do ex-candidato a prefeito Ludemir Bonfim. Já em Lago da Pedra, onde uma grande carreata foi encerrada com um comício que reuniu milhares de pessoas em praça pública, o deputado bacabalense tem como aliado o grupo liderado pelo ex-prefeito Luís Osmani.
O atual prefeito de Lago Verde é outro que tem Alberto Filho como candidato a deputado federal. Raimundo Almeida deu comprovação de sua popularidade ao recepcionar Alberto Filho, o seu candidato a deputado estadual Roberto Costa, e o prefeito de Bacabal Zé Alberto, com uma carreata que movimentou a cidade inteira.
 
Cléber Lima
Assesso

Bacabal: Cohab I recebe pavimentação asfáltica

IMG_9800

O trabalho de recuperação de ruas e avenidas de Bacabal segue em ritmo acelerado. Depois de beneficiar o centro da cidade, pavimentar toda área no entorno do terminal Rodoviário, recuperar a Avenida “B” que liga a Frei Solano ao Novo Bacabal, pavimentar as ruas: Padre Mohana, Osvaldo Cruz, Getúlio Vargas e outras dezenas de artérias que foram deixadas em situação deplorável pela gestão anterior, a Secretaria de Obras iniciou o asfaltamento da Avenida II Cohab I, VP VI Cohab I e VP 5 Cohabs I e II.

Com os novos carregamentos de asfalto que chegaram na manhã desta quarta-feira, a prefeitura pretende concluir o mais rápido possível a primeira etapa do projeto de recuperação de ruas e avenidas da cidade. Para o João Carvalho Secretário de Obras, tudo é uma questão de tempo para que a infraestrutura do município seja recuperada.

“Tem muita coisa pra ser feita, mas com os pés no chão, com muita responsabilidade estamos melhorando as condições das ruas de Bacabal que foram deixadas em situação critica, o prefeito Zé Alberto tem se empenhado diuturnamente para conseguir o asfalto que a cidade precisa e vamos conseguir” disse o Secretário ao acompanhar os trabalhos na Cohab I.

 

17 mortes no trânsito de Codó só este ano

Do blog do Acelio

Na ausência de fiscalização a liberdade continua  alimentando a imprudência e os motociclistas são os quem mais continuam  abusando do Código de Trânsito Brasileiro nas ruas de Codó.

Os dados, mês a mês, do Hospital Geral Municipal mostram o que de pior esse desgoverno pode oferecer como resultado. AGOSTO, por exemplo, fechou com 189 acidentes e mais uma morte.

Levantando os números do HGM de janeiro a agosto deste ano  já são 1.216 acidentes. Pior ainda é saber que para este número se igualar à tudo que foi registrado durante todo o ano passado só restam 252 acidentes e no ritmo que anda Codó isso ocorrerá muito antes do fim de 2014.

O mesmo levantamento já registrou 17 mortes este ano. São vários os feridos gravemente e até mutilados nestes casos. A solução  existe na opinião das pessoas e a maioria opta por uma fiscalização rígida, como é o caso de seu Oscimar da Silva.

“Educar o povo e fiscalizar, botar guarda de trânsito em cada canto da cidade…SE NÃO FIZER ISSO? Se não fizer isso não controla…E O QUE O SENHOR ACHA DE 1.216 ACIDENTES DE JANEIRO À AGOSTO? É demais, é demais, é muito acidente pra uma cidade do tamanho de Codó”, sustentou, com razão, o aposentado

Fomos até o Departamento Municipal de Trânsito, onde logo na porta existe um quadro estatístico de acidentes e mortes provando que o DMTRANS tem pleno conhecimento do problema. Nosso intuito era ouvir a direção, mas, na ocasião, o responsável, Coutinho Sousa, não estava.

Homem é linchado após matar amante

Um homem de 44 anos foi linchado por moradores no bairro do Treze em Lucena, região metropolitana de João Pessoa (PB), após matar a amante a facadas. A jovem, de 27 anos, estava em uma boate de forró quando foi surpreendida pelo suspeito. Segundo testemunhas, o homem sentiu ciúme em ver a amante dançando com outros rapazes.

Selma era casada e mãe de sete filhos. Segundo as amigas, ela deixou as crianças com o marido para se encontrar com o amante e teria entrado no forró. Ela foi morta quando o homem percebeu que ela estava dançando com um rapaz.

O corpo do homem foi achado pela polícia com os pés e as mãos amarrados. Ele foi morto a pauladas e a facadas pelos moradores. A polícia não passou a identificação dele.

Fonte: Diário da Paraíba

Formada a 1ª Turma do PROERD na Zona Rural de Bacabal

02

O crack era a droga ilícita predominante nos municípios paulistas, mas se alastrou nos últimos anos de forma assustadora em todas as regiões do País. Desbancou as demais e provocou uma verdadeira epidemia, atingindo, sem exceção, todas as camadas sociais, em especial os adolescentes.

Droga barata e de alto poder de destruição, o Crack que é na verdade um subproduto da cocaína, passou a figurar como a droga preferida entre crianças e adolescentes com idade entre 9 e 15 anos.

Diante da catástrofe social, prefeitos com mais responsabilidade passaram a adotar mecanismo para tentar frear o avanço do crack e de outras drogas apostando nas futuras gerações.

Um dos instrumentos utilizados pelas prefeituras é a parceria entre Governo Municipal e Policia Militar através do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas voltado paras crianças e adolescentes.

O programa é prático e simples de ser colocado em prática: A Prefeitura dispõem de todo o material didático, uniformes e o espaço físico, enquanto a Policia Militar entra com os instrutores que através de palestras e vídeo-aulas conscientizam os garotos dos riscos que as drogas proporcionam e os meios de se esquivar do assedio dos traficantes.

EM BACABAL MAIS DE 1000 JOVENS FORMADOS PELO PROERD

No inicio de 2013, o novo governo de Bacabal firmou parceria com a Policia Militar do Maranhão e implantou o PROERD no município. Em apenas um ano, cerca de 1000 jovens e adolescentes aprenderam a “Dizer Não” ao mundo das drogas e da criminalidade.

1000 alunos formados

1000 alunos formados

O resultado positivo obtido na cidade fez o Governo Agora Sim ampliar o programa para os povoados onde os traficantes passaram a investir pesado.

Esta semana, foi concluída a 1ª Turma do PROERD na zona rural com 21 formandos. A região beneficiada foi a localidade Vila Nova, mas o governo municipal e a Policia Militar pretendem expandir o Programa Educacional de Resistência às Drogas em todas as regiões de Bacabal.

“Esse é o mais importante programa social desenvolvido pela Policia Militar e desde o primeiro momento que nós levamos ao conhecimento do senhor prefeito Zé Alberto, ele se colocou a disposição para que o PROERD funcionasse em Bacabal, a prefeitura nos ofereceu todas as condições necessárias e hoje já formamos mais de mil jovens nessa luta árdua contra as drogas” salientou o Cel. Egídio Comandante do 15º BPM.

 

 

O IDEB de Codó é uma vergonha nacional, e de quem é a CULPA?

As autoridades, pais, professores, supervisores  e os 27.773 alunos da rede pública municipal de Codó têm muito  com o que se preocupar, muito com o que se envergonhar, pra ser mais sincero, quando a matéria é IDEB, o famoso  Índice de Desenvolvimento da Educação Básica que mede o desempenho da comunidade escolar (sobretudo da relação aluno/professor) avaliando-a em Português e Matemática.

A notícia não é boa, na verdade é péssima. Uma catástrofe educacional. O município de Codó, novamente, não atingiu, sequer, a meta  geral estabelecida pelo Ministério da Educação.

  • O MEC estabeleceu meta geral para o município de 3.9. Mas a média codoense só chegou a 3.6.
  • No último, dos chamados anos finais (9º), a situação é pior. A meta era 3.7 e os estudantes, avaliados em português e matemática, só atingiram 3 pontos, a mesma pontuação que conseguiram no ano de  2007 (ou seja, estão há 7 anos sem avançar).
  •  Isoladamente, apenas duas escolas municipais conseguiram alcançar a meta do Ministério da Educação – A Clodomir Millet, que precisava chegar a 3. 2 e fez 3.3 e a escola Alexandre Costa (bairro Santo Antonio) que alcançou o 3.3 determinado pelo MEC.

DE QUEM É A CULPA?

Essa tragédia precisa ser refletida, mais do que isso, precisa ser questionada para que todos nós, em conjunto, achemos algum caminho que nos tire deste caos.

O PROFESSOR  É O VILÃO?

SERÁ culpa da classe dos professores? Não quero acreditar, pelo que me lembro a administração pública, vem ainda que sob pressão, melhorando as condições de ganho e de trabalho de todos. Me lembro aqui rapidamente de:

  • Implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários. O salário em Codó saiu de R$ 500,00 para mais de 1.400,00 (Quando Ricardo Archer assumiu a prefeitura, por exemplo, em 1997, tinha professor que ganhava R$ 54,00. Foi o primeiro prefeito a mudar esta miséria salarial dos educadores, venerado até hoje por isso).
  • Zito já fez dois seletivos,  dois concursos públicos (pressupõe-se que os que passaram são mais qualificados)
  • Já houve a tão reclamada redução da jornada de trabalho em sala de aula
  • Implantação do Piso Nacional (acho que desde 2009)
  • Livros didáticos estão chegando mais,  revistas, vídeos-aulas (que as vezes são levados pra casa e lá são jogados sem qualquer aproveitamento)

Só para citar alguns dos avanços. Se o problema estiver no professor codoense, acredito que seja preguiça ou falta de compromisso com seu alunado.

Se os compararmos  com a realidade de Caxias ou de Coroatá, acreditem, vocês descobrirão que estão no céu e não estão sabendo. Se for falta de compromisso, já tá mais do que na hora de inovar, deixar o tradicionalismo de lado e cair em campo para despertar, ao menos,  a curiosidade de seus alunos. Para professores engajados, o que não falta é ideia nova.

SERÁ DA SECRETARIA?

A Secretaria de Educação tem seu grau de culpa? Considerando que é a responsável pelo planejamento e pela execução daquilo que deve chegar ao aluno dentro de cada escola (excetuando-se aqui a parte que cabe ao educador) é possível que a resposta seja SIM, ela tem culpa também.

Será se a alta cúpula da Secretaria não está fiscalizando de menos, cobrando de menos, planejando de menos, deixando a corda frouxa só para lamentar-se quando o  MEC lança o resultado catastrófico, salvaguardada pelo discurso de que ‘forneceu tudo’ que os educadores precisavam para desenvolver um bom trabalho?

É da alta cúpula o dever de fazer esta transformação vigorar em cada sala de aula.

A CULPA É DA FAMÍLIA?

A família também desenvolve papel importante na educação dos alunos. Na verdade, a casa é nossa primeira escola. Se somos disciplinados a estudar, seremos bons alunos. Mas se os pais sequer perguntam que atividade a professora passou e, muito menos, visitam a escola em dia de reunião, fica difícil não dizer que estes também não são responsáveis diretos pela miséria que temos visto no IDEB codoense.

E OS ALUNOS?

Jamais direi que este ser tão protegido, o aluno, é um inocente nesta vergonha. Todos nós temos deveres, principalmente os estudantes.

Mas se vamos à escola pensando apenas em aparecer para a gatinha ou para o gatinho da vez, se enrolamos o caderno no bolso e cortamos o cabelo estilo Neymar para parecermos bom de bola em vez de excelentes em Português ou Matemática, se não damos a menor bola às explicações do ‘fessôr”, ESTAMOS NOS ENROLANDO E CONTRIBUINDO PARA UM ÍNDICE QUE NUMA ESCALA DE 10 NÃO ALCANÇA SEQUER 3.9.

É triste, mas esta é a minha Codó.

Virada de cabeça para baixo e sem perspectiva de futuro, afinal aqueles que são ‘o nosso futuro’ andam bem atrasados num presente que só repete o passado

do blog do Acélio

Powered by WordPress | Designed by: Hh Design, HostHospeda Web Hosting