Maranhense que fazia medicina morre em academia de ginástica no Tocantins

A estudante de Medicina Cynthia Nava Raposo, 25 anos, estava se encaminhando para concluir o Curso de Medicina no Tocantins quando interrompeu a vida muita jovem. Ele tomou termogênico (substância para queimar gordura) numa academia e teve uma parada cardíaca e foi encaminhada a um hospital, tendo mais outra parada e vindo a óbito em seguida. Ela era maranhense natural de Sítio Novo do Maranhão.

Segundo Portal Orla Notícias, a jovem estaria fazendo dieta para emagrecer alguns quilos para estar bem de corpo na festa de colação de grau. Ontem, dia 21, ela passou mal na academia e lá mesmo foi socorrida. Levada ao Hospital Regional de Porto Nacional, Cynthia voltou a ter os mesmo sintomas e teve outra parada e não resistindo, morreu.

O corpo da jovem foi transferido anteontem para a cidade de Sítio Novo do Maranhão, onde será enterrado nesta quarta-feria.

Criança violentada pelo padrasto é contaminada com o vírus da Aids

ESTUPRADOR BURITIRANA

BURITIRANA – Uma das crianças abusada sexualmente pelo padrasto Markenned dos Reis Barbosa, conhecido como “Markim”, está contaminada com o vírus da Aids. A polícia está realizando investigações para saber se a menina, que tem apenas 10 anos, foi contaminada pelo agressor.

Markenned também é suspeito de transmitir o vírus da doença às suas vítimas, propositalmente. O acusado foi preso nessa segunda-feira (21), em sua casa em Buritirana, após ter sua prisão preventiva decretada pela Justiça, após longa investigação da Polícia Civil de Amarante.

Os crimes vinham sendo praticados há mais de um ano, contra as crianças, que coagidas, negaram os abusos. Porém, com informações de testemunhas, as investigações avançaram e laudos médicos comprovaram os abusos. Ao ser preso, o suspeito foi levado para Amarante e deve ser transferido para Imperatriz, onde ficará à disposição da Justiça.

De acordo com as investigações, o homem aproveitava a ausência da esposa para despir as crianças e praticar o crime de estupro de vulnerável, que em na maioria das vezes eram sexo oral. Segundo a polícia, a mãe sabia dos abusos.

O caso chocou os moradores da pacata cidade de Buritirana, a 60 km de Imperatriz, e também os moradores de Amarante, onde vivem os familiares do suspeito.

Polícia Militar apreende 130 quilos de maconha

A Polícia Militar do Maranhão (PMMA) apreendeu 150 quilos de maconha prensada em poder de três homens identificados como Maicon Magaiver Teixeira Siqueira, Bruno de Oliveira e Luiz Carlos dos Santos. Todos foram presos em flagrante no momento em que portavam a droga.

A operação, coordenada pela Polícia Militar, ocorreu na manhã desta terça-feira (22), no Residencial Armindo Reis, nas proximidades do bairro Novo Horizonte, em Paço do Lumiar.
Segundo a polícia, os homens foram identificados como os responsáveis pelo fornecimento de drogas na região do bairro Novo Horizonte.

Os acusados foram encaminhados para a Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), onde estão sendo ouvidos durante toda a tarde desta terça-feira.

Apreensões crescentes

De janeiro a maio de 2018, a Senarc já apreendeu aproximadamente 810 quilos de drogas e 25 armas de fogo durante as operações em todo o Maranhão.

Desde 2015, o Maranhão tem intensificado o combate às drogas. Em 2014, por exemplo, foram aprendidos 104 quilos de drogas. No ano seguinte, o volume aumentou 14 vezes, chegando a 1,5 tonelada. Em 2016, a Senarc retirou de circulação 2,9 toneladas; e em 2017, o crescimento foi de 139%, com mais de 7,1 toneladas apreendidas.

Em mensagem, motorista de aplicativo pede sexo oral a cliente na BA

Uma mulher, que prefere não se identificar, relatou nesta quinta-feira (17) que foi vítima de assédio sexual por parte de um motorista do aplicativo 99 Táxi, em Salvador. Ela estava em um shopping da capital baiana e acionou o aplicativo para deixar o local, mas recebeu uma mensagem do motorista, antes de entrar no carro, que a assustou.

Enquanto ela conversava com o homem para descrever o ponto exato onde ela aguardava o transporte, o motorista enviou a seguinte mensagem: “Estou chegando. Deixa eu te perguntar uma coisa. A senhora tá afim de fazer um oral em mim durante o percurso?”.

A cliente desistiu da corrida e denunciou o caso ao aplicativo. Conforme a assessoria da plataforma, motorista foi expulso da plataforma. A passageira relatou que ao ler a mensagem do motorista ficou extremamente nervosa e não sabia o que fazer.

Motorista de aplicativo assediou cliente ao pedir sexo oral para ela  (Crédito: Arquivo Pessoal)
Motorista de aplicativo assediou cliente ao pedir sexo oral para ela (Crédito: Arquivo Pessoal)

“Sempre utilizo aplicativo [de transporte] e nunca passei por isso. Eu estava conversando com ele para saber onde ele estava porque achei que estava demorando. Do nada, ele me mandou a mensagem. Eu fiquei paralisada. Li e não sabia o que fazer, lia novamente para ter certeza que não estava me enganando. Ele [o motorista] chegou a me ligar, disse que estava chegando e eu não conseguia nem responder, nem cancelar a chamada”, detalhou.

A cliente detalhou ainda que após não conseguir responder ao motorista, ele a direcionou para outro veículo. Em seguida, ela conseguiu cancelar o chamado, pegou um táxi e deixou o shopping. Ao chegar em casa ela enviou um e-mail para o aplicativo relatando a situação.

“Meu intuito não é manchar o aplicativo, é evitar que aconteça com outras pessoas. Ele me mandou a mensagem antes de entar no carro, mas eu poderia ter entrado [no veículo] e ele ter feito algo mais grave”, relatou.

A assessoria do aplicativo informou que, ao saber da denúncia, baniu o motorista da plataforma. Antes mesmo de responder à imprensa, a plataforma respondeu ao e-mail da cliente lamentando o ocorrido e dizendo que não compactua com ação do motorista.

Os responsáveis pelo aplicativo ainda pediram a vítima enviasse o print com a mensagem do motorista e o boletim de ocorrência do registro da denúncia na Polícia Civil. A cliente disse que já está em busca de registrar o caso na delegacia para enviar o boletim para os responsáveis pela plataforma.

Por meio de nota, o 99 Táxi informou que a empresa repudia qualquer tipo de violência contra as mulheres e que está em contato com a cliente para prestar todo o apoio possível. Além disso, o aplicativo disse que está aberto para colaborar com as autoridades e reiterou que trabalha para evitar situações como essa.

Após a situação, a mulher disse que ainda está abalada, mas que não vai se sentir intimidada com o ocorrido. “Estou com dor de cabeça até agora. Sou corajosa, Mas estou receosa. Por enquanto vou contar com apoio de caronas da família”, concluiu.

Jovem é atropelada na Tabuleta em Teresina. Pericia descobriu perfurações de arma branca no corpo da vitima

Por Lucas Marreiros, G1 PI

Morte de Aretha Dantas Claro, 32 anos, é investigada por Núcleo de Feminicídio em Teresina (Foto: Arquivo Pessoal)

Morte de Aretha Dantas Claro, 32 anos, é investigada por Núcleo de Feminicídio em Teresina (Foto: Arquivo Pessoal)

O caso da mulher morta após ser esfaqueada e atropelada nesta terça-feira (15) na Avenida Maranhão, bairro Tabuleta, Zona Sul de Teresina, será investigado pelo Núcleo de Feminicídio do Piauí. A vítima foi identificada como Aretha Dantas Claro, de 32 anos. De acordo com Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) algumas pessoas já foram ouvidas.

Segundo o DHPP, o crime será investigado pelo Núcleo de Feminicídio por orientação relacionada à apuração de crimes relacionados ao sexo feminino. O DHPP enfatiza ainda que apenas a apuração vai definir tratar-se ou não de feminicídio. O feminicídio é uma qualificadora do homicídio, incluída no código penal em 2015, que leva em conta as condições em que a morte aconteceu. O crime é classificado como feminicídio quando ocorre pela condição do sexo feminino, havendo violência doméstica ou familiar ou ainda menosprezo ou discriminação à condição da mulher.

“Não podemos adiantar nada para não atrapalhar a investigação, apenas que já está bem avançada. A delegada Luana, do Núcleo de Feminicídio, já ouviu algumas pessoas e acredito que em breve o caso será elucidado”, informou o delegado Francisco Costa, o Barêtta, coordenador do DHPP.

Delegado Francisco Costa, o Barêtta, da Delegacia de Homicídios (Foto: Catarina Costa / G1 PI)Delegado Francisco Costa, o Barêtta, da Delegacia de Homicídios (Foto: Catarina Costa / G1 PI)

Delegado Francisco Costa, o Barêtta, da Delegacia de Homicídios (Foto: Catarina Costa / G1 PI)

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi morta durante a madrugada desta terça-feira (15), por volta das 4h30. Foram encontradas várias perfurações no corpo de Aretha Claro e a polícia suspeita que ela tenha sido arrastada pelo veículo.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde é periciado para determinar a causa da morte. A polícia não informou a prisão ou identificação de nenhum suspeito até o momento.

Confira os jogos do Vasco antes da Copa do Mundo

zé Ricardo

Vitória (c) – 13/05 – 16h – São Januário
Flamengo (f) – 19/05 – 19h – Luso-Brasileiro
Bahia (f) – 27/05 – 16h – Arena Fonte Nova
Paraná (c) – 30/05 – 19h30 – São Januário
Botafogo (c) – 02/06 – 19h – São Januário
Cruzeiro (f) – 06/06 – 21h45 – Mineirão
Sport (c) – 09/06 – 19h – São Januário
Internacional (f)  – 13/06 – 21h45 – Beira-Rio

 

AÇÃO POLICIAL Polícia apreende uma tonelada e meia de maconha em Santa Inês

SANTA INÊS – A Polícia Civil apreendeu nesta quarta-feira (9), no Povoado Faísca, zona rural do Município de Santa Inês, aproximadamente uma tonelada e meia de maconha. A operação foi realizada em conjunto com a Polícia Militar (7º BPM), por intermédio das Delegacias de Santa Inês e Santa Luzia.

Segundo informações do delegado Armando Pacheco, Superintendente de Polícia Civil do Interior, a investigação foi iniciada há alguns meses. Após um período de coleta de informações, a polícia identificou plantações de maconha no povoado Faísca. “De lá vem grande parte da maconha comercializada nas cidades circunvizinhas”, disse.

Na oportunidade, foram encontrados 82 sacos de 15 kg contendo a substância entorpecente, sendo que 52 foram apreendidos e 30 foram incinerados no local, haja vista a impossibilidade de transportá-los.

No momento, os supostos proprietários da droga apreendida não foram presos em flagrante por não se encontrarem no local. “Informo que foi apreendida grande quantidade de droga já devidamente prensada, bem como várias sacas de semente. Por fim, consigna-se que as investigações ainda estão em andamento”, finalizou.

Bandidos tentam assaltar delegado Uchôa, que reage e atira nos meliantes

No início da manhã de hoje ( 09), próximo das 6h, dois elementos armados em uma moto tentaram assaltar o delegado de polícia Sebastião Uchôa no Turu, que caminhava tranquilamente com seu cachorro de estimação. Eles passaram do delegado e retornaram para praticar o assalto. Uchôa, que estava armado, sacou da pistola e atirou contra os bandidos. Um deles saiu baleado e eles fugiram na moto.

 

 

 

Mulher vai ao Fórum obter informações sobre processo que responde por tráfico e descobre que foi condenada a 8 anos de cadeia

IMPERATRIZ – Joyce Milena dos Santos, 23 anos, foi presa na tarde desta segunda feira (7), no Fórum de Imperatriz. Ela tinha ido deixar sua assinatura em relação ao processo que responde pelo crime de tráfico de droga, mas ao chegar ao Fórum, acabou presa.

É que ela pediu para que verificasse como andava seu processo, e então o Fórum informou que tinha saído sua condenação de oito anos de prisão. Diante disso, a mulher foi conduzida para a delegacia.

Joyce Milena tinha sido presa em julho de 2016 na rodoviária de Imperatriz. Na época ela estava embarcando com uma grande quantidade de maconha prensada para Belém. No total foram apreendidos 107 kg da droga, embaladas em 72 barras.

Joyce ficou presa mais de um ano e estava respondendo o processo em liberdade, até sair sua condenação. Ela foi conduzida para o Plantão Central da Polícia Civil, e hoje deve ser levada para o
Presídio Feminino de Davinópolis, onde irá cumprir o restante da pena.

Mulher casada é morta pelo amante que encomendou o assassinato por R$ 4.000,00

A Polícia Militar do município de Joaquim Pires realizou a apreensão de um adolescente identificado pelas iniciais M.H.M, acusado ter assassinado a jovem Roseli Alves de Sousa, de 23 anos, morta a tiros na noite do dia 28 de abril na localidade Placa, zona rural do município. Uma segunda pessoa também teria participado do crime.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima era casada e mantinha envolvimento amoroso com um homem que, segundo apurado durante os primeiros levantamentos, teria contratado o menor pelo valor de R$ 4 mil para praticar o homicídio contra a jovem.

Roseli Alves de Sousa, assassinada a tiros em Joaquim Pires (Crédito: Facebook/Reprodução )
Roseli Alves de Sousa, assassinada a tiros em Joaquim Pires (Crédito: Facebook/Reprodução )

Ainda segundo a polícia, suposto amante estaria inconformado pela possibilidade de a vítima ir para o estado de São Paulo, onde o marido residia,  e por isso “encomendou” a sua morte.

O homem com quem Roseli mantinha envolvimento, que não teve a identidade revelada, já foi intimado para depor. O feminicídio é investigado pela Polícia Civil de Matias Olímpio, responsável pela região.

Entenda o crime 

Roseli Alves de Sousa foi morta a tiros na noite do dia (28/04) na localidade Placa, zona rural do município de Joaquim Pires. A vítima estava na porta de sua residência, quando foi surpreendida por dois criminosos que atiraram várias vezes contra ela. Por conta da gravidade dos ferimentos, ela morreu no local.

Segundo a Polícia Militar, a jovem teve o aparelho celular levado pelos suspeitos.

MN